quinta-feira, 20 de abril de 2017

Prefeitura de Serra Grande faz distribuição de repelentes para gestantes


A Prefeitura de Serra Grande realizou na última semana, a distribuição de repelentes para gestantes do município. Os produtos foram entregues como medida de prevenção em combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e o Zika Vírus. 

De acordo com a secretária de Saúde, Maria Edneide Lopes, o objetivo é manter o controle da das gestantes, evitando riscos para os bebês.
“Os repelentes possuem uma função importante de proteção às gestante e age contra os mosquitos, sobretudo, o Aedes Aegypti. O período de gestação é um tempo que precisa de atenção e as gestantes que são acompanhadas pelo município, estão sempre recebendo orientações em segurança ao bem estar do bebê”, disse. 

A ação de distribuição dos repelentes é uma orientação do Ministério da Saúde, realizada pela gestão municipal como medida de prevenção e saúde as gestantes que são acompanhadas pela rede de atendimento a saúde do município.

Tribuna 10 com Ascom

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Paixão de Cristo em Serra Grande

Como já é tradição, Serra Grande realizará mais um grande evento da Paixão de Cristo. 

O evento que reúne centenas de pessoas não só da cidade, mas também de toda a vizinhança, será realizado no próximo sábado dia 15 de abril. 

Veja os detalhes da programação no cartaz.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Destacamentos da PM de Serra Grande e São José de Caiana, no Sertão da PB, são alvejados a tiros


Os destacamentos da Policia Militar das cidades de Serra Grande e São José de Caiana, no Vale do Piancó, foram alvejados com vários disparos de arma de fogo na madrugada desta quarta-feira (05). Nas duas unidades haviam policiais no interior, mas ninguém ficou ferido.
Segundo as primeiras informações, passadas ao Radar Sertanejo pelo sargento Anchieta, em Serra Grande os tiros deixaram as marcas cravadas na janela e no portão. Já no Caiana o alvo principal foi o portão.
Até o momento ainda não se sabe se os incidentes nas duas cidades aconteceram simultaneamente.
Os suspeitos ainda são desconhecidos, mas até o fechamento desta reportagem as polícias Civil e Militar continuam em diligência em toda a região a procura dos acusados.
Radar Sertanejo

quarta-feira, 29 de março de 2017

Sobre a PEC da previdência: Câmara de Serra Grande lança convite para audiência pública



A audiência pública que vai debater a PEC da Previdência,  promovida pela Câmara de vereadores de Serra Grande acontece dia 1º de abril, sábado,  na escola Municipal Acadêmico Francisco Vidal de Moura às 8h30 da manhã.

O pedido de audiência é do vereador, professor Tico (PSB), que foi aceito por unanimidade na última sessão da casa legislativa.  


Veja o convite

Tribuna 10

sexta-feira, 24 de março de 2017

Câmara aprova Concurso Público com 165 vagas para Prefeitura de Boa Ventura

E este poderá ser considerado um dos maiores concursos públicos realizados por municípios do porte de Boa Ventura, nos últimos anos, em todo o Vale do Piancó.



A Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Boa Ventura (PB), Presidida pelo Vereador Antônio Neto, na noite desta quinta-feira (23), contou com a votação do Projeto de Lei de autoria do executivo local, para a realização de Concurso para o preenchimento de 165 vagas para os mais diversos cargos do serviço público.
O Projeto encaminhado pela Prefeita Leonice Lopes, foi aprovado por 5 votos. Toda a oposição, votou contra. Agora, ele segue para ser sancionado.
As vagas serão abertas para os níveis fundamental, médio e superior. E este poderá ser considerado um dos maiores concursos públicos realizados por municípios do porte de Boa Ventura, nos últimos anos, em todo o Vale do Piancó.
Depois disso será feita a contratação da banca organizadora, por meio de um processo licitatório. Após os transmites legais, a Prefeitura de Boa Ventura publicará um edital, dando prazo para recebimento de pedidos de isenção, inscrição e a data das provas.
Fonte Diamante Online

quarta-feira, 15 de março de 2017

Prefeitura entrega 40 casas a famílias em Serra Grande.



O Prefeito de Serra Grande, Jairo Halley, realizou na última sexta-feira (10), a entrega de 40 novas residências construídas através do programa Minha Casa Minha Vida, em parceria com o Governo Federal.
As novas residências entregues pelo Governo Municipal, beneficia famílias que antes moravam de aluguel e passaram a conquistar o sonho da casa própria.
Durante a solenidade de entrega, o Prefeito Jairo Halley ressaltou o compromisso da gestão municipal e disse que as novas moradias proporcionarão mais qualidade de vida e tranquilidade para as famílias. “Este é mais um compromisso que cumprimos, em garantia do direito à moradia para as famílias de Serra Grande. As famílias que antes dependiam do aluguel, hoje conquistam a casa própria e terão com certeza mais condição e qualidade de vida para acompanhar o crescimento de seus filhos. Isso é muito importante e será sempre uma prioridade de nosso governo, para que as políticas públicas continuem avançando em benefício da população”, ressaltou.
O projeto de construção das novas residências foi concluído pelo Governo Municipal há sete meses, mas, aguardava a instalação de água e energia elétrica, em complementação às condições de habitabilidade para as famílias.
Para o secretário de Assistência Social, Demakson leite da Silva, às novas residências proporcionarão mais qualidade de vida para as famílias. “Trata-se de uma obra importante, sobretudo, no que se refere ao bem estar social, uma vez que todas as famílias beneficiadas passarão a ter uma qualidade de vida melhor”, disse.
Fonte Diamante Online

quinta-feira, 9 de março de 2017

Prefeito de Serra Grande apresenta projeto de construção de barragem em Brasília.


O prefeito de Serra Grande, Jairo Halley, participou na última terça-feira (7), de uma audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, oportunidade que tratou de projetos e assuntos  relacionados a situação hídrica do município. O senador Cássio Cunha Lima também participou das discussões.
Durante a audiência, o prefeito apresentou ao ministro a preocupação do abastecimento de água de Serra Grande e solicitou a construção de um novo reservatório, como medida preventiva à segurança hídrica. 
“Mesmo que as chuvas estabeleçam a recuperação das águas nos reservatórios,  o município devido o crescimento constante, enfrentaria dificuldades para o abastecimento regular. Portanto, existe uma necessidade urgente para construção de um novo reservatório e isso inclui o projeto da barragem Caititú, sendo assim, tratamos da situação com o ministro e apresentamos toda a realidade atual enfrentada pela gestão”, disse Jairo Halley.
Jairo Halley também entregou ao ministro,  Helder Barbalho, uma pesquisa desenvolvida por alunos do ensino fundamental de Serra Grande, referente às condições hídricas do município. 
Após as discussões, o  prefeito agradeceu a presença do senador Cássio Cunha Lima e avaliou positivamente o encontro. “Apresentamos além da pesquisa desenvolvida pelos alunos da rede municipal de ensino, a necessidade de novos projetos para o município. Vamos aguardar a sinalização do ministério em relação às demandas solicitadas e esperamos avançar. A avaliação é positiva, sobretudo, pela presença do senador Cássio Cunha Lima que também conhece a nossa  realidade e demonstrou preocupação”, concluiu Jairo Halley.

Fonte: Prefeitura Municipal de Serra Grande


sábado, 4 de março de 2017

Confira as vagas que serão abertas para o concurso de Serra Grande.



A Câmara Municipal de Serra Grande, no Alto Sertão da Paraíba, aprovou por unanimidade em sessão ordinária realizada no dia 17 de fevereiro, o Projeto de Lei enviado pelo prefeito que tem como objetivo a realização de Concurso Público para preenchimento de 44 vagas efetivas para os mais diversos cargos do serviço público. As vagas serão abertas para os níveis fundamental, médio e superior.
O próximo passo agora é a contratação da banca organizadora, por meio de um processo licitatório. Após os trâmites legais, a Prefeitura de Serra Grande publicará um edital, dando prazo para recebimento de pedidos de isenção, inscrição e a data das provas.
A presidente da Câmara Municipal, vereadora Eliane de Chico Burrego (PTB), disse em entrevista ao site Radar Sertanejo que esse é um bom projeto e que o município é quem sai ganhando com isso.
Segundo a presidente do Legislativo, o pessoal que vai assumir os cargos será qualificado, porque quando se passa em um concurso público é porque está capacitado. “Então nós teremos profissionais qualificados e capacitados para trabalhar, essa é a ideia”. Destacou Eliane, que colocou o projeto em pauta que estava engavetado desde o ano passado.
Confira o demonstrativo de vagas abaixo:

Por Dida Gonçalves
Radar Sertanejo

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Processo Seletivo Prefeitura de Pombal-PB 2017



Em Pombal, estado da Paraíba, a Prefeitura abriu um novo processo seletivo simplificado que irá preencher, por tempo determinado, 49 vagas e formar cadastro de reserva em cargos de ensino superior, médio e fundamental na educação.
Os candidatos poderão tentar cargos de Professor de Educação Infantil dos Anos Iniciais (9), Professor de Língua Portuguesa (2), Professor de Ciências (1), Professor de Arte (4), Professor de Educação Especial (1), Professor de Geografia (1), Auxiliar de Monitor de Creche (1), Monitor de Creche (4), Auxiliar de Serviços Gerais (12), Agente Administrativo (2) e Guarda Municipal (12). Os salários são fixados em R$ 937,00.
As inscrições serão realizadas nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2017, apenas na Secretaria de Educação, situada na Rua Manoel Pires de Sousa, S/N, no horário das 07h às 11h.
A seleção dos candidatos terá análise de títulos e os resultados serão divulgados até o dia 03 de março na Secretaria Municipal de Educação, além de serem publicados no diário oficial do município.
Este seletivo simplificado visa ao preenchimento de vagas para a prestação de serviços por tempo determinado, visando o cumprimento do ano letivo de 2017.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Senado aprova Medida Provisória que reforma o ensino médio

Senado aprova Medida Provisória que reforma o ensino médio

O Senado aprovou na noite desta quarta-feira (8), por 43 votos a 13, a medida provisória que estabelece uma reforma no ensino médio.

O plenário rejeitou os dois destaques (propostas de alteração do texto) apresentados pela oposição. A matéria já passou pela Câmara. Com a aprovação no Senado sem mudanças, seguirá agora para sanção presidencial.

Logo após a aprovação pelo Senado, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou nota em que informa o presidente Michel Temer acompanhou a votação e congratulou-se com o Congresso (leia a íntegra ao final desta reportagem).

Segundo Temer, a iniciativa conclui "com êxito um longo ciclo de debates". Ele disse que as soluções eram conhecidas pelos políticos, pela sociedade e por especialistas, mas "faltava vontade política para chegar a um resultado com a urgência exigida pelo assunto".

O presidente afirmou que a reforma reforça as disciplinas de língua portuguesa, matemática e inglês e faz com que o estudante passe mais tempo na escola com a ampliação da jornada.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, assistiu à votação do plenário do Senado e comemorou a aprovação. "Trata-se de uma grande e importante mudança no ensino médio, que tem apresentado indicadores negativos", afirmou à imprensa após a sessão.

Disciplinas eletivas e obrigatórias

O texto aprovado permite que os alunos possam escolher 40% das disciplinas que irão estudar de acordo com a sua área de interesse. Os outros 60% serão definidos pela Base Nacional Curricular Comum (BNCC), ainda em debate.

O ensino de português e de matemática será obrigatório nos três anos do ensino médio. Também será compulsório o ensino de inglês, artes, educação física, filosofia e sociologia.

Na versão original enviada pelo governo, a MP deixava claro que somente matemática e português seriam obrigatórios. Os demais conteúdos foram incluídos durante debate na Câmara.

Desde que foi apresentada pelo governo, em setembro, a reforma se tornou alvo de protestos pelo país. Nos últimos meses de 2016, estudantes chegaram a ocupar escolas para se manifestar contra a MP.

Por se tratar de uma medida provisória, o texto tem força de lei desde a publicação no "Diário Oficial", em setembro. Para se tornar uma lei efetiva, precisa ser aprovado em até 120 dias (4 meses) pelo Congresso Nacional.

Tempo integral

A medida provisória incentiva o ensino integral e estabelece que a carga horária deve ser ampliada, progressivamente, até atingir 1,4 mil horas anuais. Atualmente, o total é de 800 horas.

O texto fixa o prazo de cinco anos para que as escolas passem a ter carga horária anual de pelo menos mil horas.

Apoio financeiro

A medida provisória instituiu o Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral, por meio do qual o Ministério da Educação apoiará a criação de 257,4 mil novas vagas no ensino médio integral.

Originalmente, a previsão era repassar à rede de ensino R$ 2 mil por ano para cada aluno, durante quatro anos. O texto aponta que a política poderá ser aplicada "por dez anos".

'Notório saber'

O texto aprovado manteve a autorização para que profissionais com "notório saber", reconhecido pelo sistema de ensino, possam dar aulas exclusivamente para cursos de formação técnica, desde que ligadas às áreas de atuação deles.

Também ficou definido que profissionais graduados sem licenciatura poderão fazer uma complementação pedagógica para que estejam qualificados a ministrar aulas.

Nota do Planalto

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência logo após a aprovação da MP pelo Senado.

Nota à imprensa

O Presidente da República acompanhou a votação em caráter final da reforma do Ensino Médio. Ao expressar sua gratidão pelo papel desempenhado nesse processo pelo Ministro da Educação Mendonça Filho, o Presidente Michel Temer congratula-se com o Congresso Nacional pelo apoio a mais essa importante etapa vencida na agenda de reformas promovida pelo Governo Federal.

A aprovação da reforma do ensino médio conclui com êxito um longo ciclo de debates iniciado há muito tempo na área da educação. As soluções eram amplamente conhecidas não só por especialistas, mas também pela classe política e pela sociedade em geral. Faltava vontade política para chegar a um resultado com a urgência exigida pelo assunto.

A reforma do ensino médio será instrumento fundamental para a melhoria do ensino no país. Ao propor a flexibilização da grade curricular, o novo modelo permitirá maior diálogo com os jovens, que poderão adaptar-se segundo inclinações e necessidades pessoais. Com isso, o ensino médio aproximará ainda mais a escola do setor produtivo à luz das novas demandas profissionais do mercado de trabalho. E, sobretudo, permitirá a cada aluna e aluno que siga o caminho de suas vocações e sonhos profissionais.

Ao mesmo tempo, cuidou-se de que a reformulação não só tornasse obrigatório, como reforçasse o ensino nos três anos do ensino médio de disciplinas como língua portuguesa, matemática e língua inglesa, cujo domínio é imprescindível, sob qualquer critério, para a formação de nossos estudantes nos dias de hoje e de nossos cidadãos no futuro.

No novo modelo o jovem passará mais tempo na escola: a jornada escolar do Ensino Médio será progressivamente ampliada para 1.400 horas, como dispõe o Plano Nacional de Educação (PNE).

O novo sistema deverá contribuir ainda para, em poucos anos, colocar o Brasil em melhores posições em exames internacionais de avaliação de desempenho escolar, como o PISA, em benefício, portanto, dos estudantes brasileiros e de nossa sociedade.

A reforma do ensino médio é assim mais um passo decisivo no rumo da modernização do país por meio da agenda inadiável de reformas de que o Brasil tanto necessita e cuja execução é um compromisso central do Presidente Michel Temer.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República


PB Agora com G1